CAPÍTULO 04 (Uma noite para te perder)

CAPÍTULO 4

Steban


Os últimos anos na fazenda foram difíceis, mas com a ajuda de Camillo e dos homens que aceitaram a minha proposta de salário e reajuste somente quando a fazenda começasse a produzir e render lucros.

Com isso conseguimos tornar a fazenda produtiva e os camponeses mudaram para as minhas terras com suas famílias. A Paulina também recuperou da morte de seus pais, pois no dia que a salvei do Brian, os soldados do cartel incendiaram a choupana de seus pais com eles dentro. O Camillo chegou ao local, mas não a tempo para os salvarem, ela teve uns dias ruins, quase perdeu o bebê que estava esperando, devido as pancadas que lhe foram infligidas, mas conseguiu levar a gravidez até o fim e hoje à pequena Virgínia alegra os nossos dias.

Chegamos ao cassino, escolhemos uma mesa próxima à janela e estávamos bebendo, quando um casal entrou no local, fiquei impressionado com a beleza da mulher acompanhando o rapaz, mas quando ele virou-se o olhar para o nosso lado, pude conhecer quem era e a raiva tomou conta do meu ser.

Aquele homem realmente não tomava jeito, na certa aquela garota foi enganada e agora iria viver o inferno, depois do incidente com a Paulina, o cartel levantou uma guerra contra mim, mas vários homens vieram se oferecer para trabalhar na minha fazenda e com isso conseguimos defendê-la e fiz um acordo com o chefão para não haver mais perdas na região, muitos dos meus morreram e do dele também, eu não envolveria em seus negócios e nem ele envolveria nos meus.

Mas, por aquela garota ali eu estava disposto a quebrar aquele acordo e enfrentar todos os soldados do Santino, ele comandava toda aquela região, e todos eram obrigados a pagar impostos por proteção, ele não seguia regras, não possuía nenhum tipo de escrúpulo.

Mas no momento que eu ia de encontro com o Brian, o Damião já estava acalmando o Camillo, que estava igual a uma fera selvagem, seus olhos faiscavam de ódio. O Damião fez-nos sentar e disse que aquele não era o momento, afinal a maioria dos homens do Santino estava ali.

Mas eu não conseguia parar de admirar a beleza daquela bela mulher, alta, loira, lindos olhos azuis, só de imaginar ela sendo obrigada a servir aqueles animais, já me deixava maluco, eu não estava entendendo o que estava acontecendo comigo, já havia visto coisas piores e, no entanto lá estava eu preocupado com a segurança de uma mulher, que eu nem sabia quem era.

Confuso com meus sentimentos resolvi voltar para casa, afinal não era normal sentir assim por uma mulher que eu acabei de ver, mas mesmo assim pedi para que eles ficassem de olho e qualquer coisa, poderiam me chamar e tinham minha autorização para proteger a garota. Eles me olharam intrigado, durante esses seis anos que estivemos juntos eu nunca me havia interassado por nenhuma mulher, os meus pesadelos com a Aléssia eram constantes, e eu não conseguia me apaixonar, ou pensava internamente que não era digno de amor.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s